MAUS TRATOS AOS ANIMAIS


MAUS TRATOS AOS ANIMAIS-qualquer cidadão pode fazer a denuncia: CRMV- Unidade Regional do Sul de Minas Gerais. Delegado Dr. Marden. 35/ 3221-5673. Horário: 8 ao meio dia, 13 até 17 h. E-mail: crmvmg.suldeminas@crmvmg.gov.br

domingo, 15 de novembro de 2015

URGENTE POUSO ALEGRE






1- Cadastramento dos carroceiros de Pouso Alegre


2- Triciclos para trocar por cavalos


3- Espaço Rural para asilar os cavalinhos com

infraestrutura;veterinário;comida e funcionário.

4- Lei proibindo o uso de cavalos nas carroças

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Eleições dia 4 de outubro em Pouso Alegre


Está chegando o dia!
No dia 4 de outubro de 2015, pela primeira vez, os moradores de nosso município é que vão escolher os Conselheiros Tutelares de nossa cidade. Eu preciso da ajuda dos amigos para me eleger. 
Não é política, não sou uma pessoa envolvida com partidos políticos. Sou uma pessoa comum querendo trabalhar na defesa dos direitos das crianças e adolescentes de Pouso Alegre. Sou escritora e lancei em 2009 o livro infanto juvenil A Lenda do Corpo Seco, inspirada na lenda urbana de Pouso Alegre e sempre estive envolvida com projetos sociais. Na Empresa de Correios e Telégrafos fui gestora do projeto menor aprendiz em Cachoeira de Minas, que selecionava menores carentes para trabalhar 4 horas por dia mediante salário e cestas básicas e fazia o acompanhamento escolar.
Em Pouso Alegre, no CREM, fui coordenadora envolvida no abrigo e proteção de crianças e adolescentes sob a guarda da justiça. 
Também trabalhei junto às escolinhas municipais esportivas da Secretaria de Esportes e fiz a gestão dos Projetos da Lei de Incentivo ao Esporte. 
Agora quero trabalhar defendendo os direitos que o Estatuto da criança e do adolescente rege. 
Preciso de sua ajuda! É muito importante que vá até o local indicado abaixo e vote.
Meu número é 45 e conto com você!

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Lugar de criança é na escola!


-O trabalho infantil prejudica a saúde e a vida escolar da criança. Quem explora o trabalho infantil viola o artigo 227 da Constituição Federal e pratica um ato de discriminação, negligência, exploração, violência, crueldade e opressão.-*Lugar de criança é na escola.
-O adolescente tem direito á profissionalização e proteção no trabalho, desde que sejam observados o respeito à condição de pessoa humana em desenvolvimento e capacitação adequada. -

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Olá Pouso Alegre


Não sou política e tampouco tenho algum partido político. Sou um pessoa comum querendo ser Conselheira Tutelar para defender os direitos das crianças e adolescentes de Pouso Alegre. Sou escritora, publiquei A Lenda do Corpo Seco, trabalhei na Empresa de Correios onde fiz a gestão do Projeto Menor Aprendiz em Cachoeira de Minas e também na Prefeitura Municipal, onde trabalhei com escolinhas esportivas durante 11 anos e no CREM durante 2 anos. Preciso pedir o voto de vcs, pois a votação não é obrigatória. Quem puder votar em mim, será dia 4 de outubro, na EE Monsenhor José Paulino, ao lado do BB, das 8 às 15 horas. É obrigatório levar o título de eleitor e um documento oficial de identificação com foto.Obrigada!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Eleições para Conselheira Tutelar de Pouso Alegre


Sou Mariângela Padilha, funcionária pública e escritora, não sou da política e tampouco defendo algum partido, porém sempre estive envolvida com trabalho social que envolve criança e adolescente. Nas escolinhas esportivas de PA e atletas durante 11 anos, 2 anos no Centro de Recuperação Municipal CREM, que abrigava em torno de 50 crianças e que me incentivaram a fazer a história do Corpo Seco, que lancei em 2007; e 8 anos na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, onde fui gestora do projeto Menor Aprendiz em Cachoeira de Minas, que tirava o menor carente das ruas para estágio gratificado.
Agora pretendo trabalhar mais diretamente na área dos direitos das crianças e adolescentes de nosso município, defendendo o Estatuto da criança e do adolescente. 
Como as votações não são obrigatórias, venho pedir a vocês que me ajudem, indo votar no domingo de 4 de outubro próximo, na EE Monsenhor José Paulino, na Av. Dr. Lisboa, 321, Centro, das 8 da manhã até as 15 horas, portando seu título de eleitor e um documento oficial de identificação com foto. 
Meu nome na cédula é MARIÂNGELA PADILHA e meu número é 45 (número de inscrição).
Os que me conhecem sabem da minha seriedade em trabalhar com o social.
Conto com vocês!

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Eleição do Conselho Tutelar de Pouso Alegre

Amigos de Pouso Alegre MG,
Conto com vocês para mais essa etapa na minha carreira profissional. 
Trabalhei com o esporte de PA durante 11 anos, 2 anos no Centro de Recuperação Municipal CREM e 8 anos na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, onde fui gestora do projeto Menor Aprendiz em Cachoeira de Minas. Agora pretendo trabalhar mais diretamente na área dos direitos das crianças e adolescentes de nosso município. 
Como as votações não são obrigatórias, venho pedir a vocês que me ajudem, indo votar no domingo de 4 de outubro próximo, na EE Monsenhor José Paulino, na Av. Dr. Lisboa, 321, Centro, das 8 da manhã até as 15 horas, portando seu título de eleitor e um documento oficial de identificação com foto. 

Meu nome na cédula é MARIÂNGELA PADILHA e meu número é 45.
Os que me conhecem sabem da minha seriedade em trabalhar com o social.
Conto com vocês!

sábado, 16 de maio de 2015

E em meu leito clareia...


Quando vemos amigos partindo, ídolos morrendo, percebendo que metade de nossa família se foi, a gente até se acostuma com a morte, na esperança de revê-los, um a um, e mais um pouco, que se encontra do lado de lá e a couraça da vida nos fez esquecer...

Por isso é que decidi, quando eu morrer fica tranquilo se for meu amigo ou meu amor, zelarei por ti lá do outro lado até sua chegada. Porém, se for inimigo, te prepara pois, num inverno frio como esse, na noite, pegarei teu pé, sussurrarei em teu ouvido, até não mais conseguires dormir... Por isso corre, faz as pazes comigo, ainda dá tempo, faça como o vento que rugiu na janela e logo se acalmou. 
Lá do outro lado estarei tão feliz por rever a pessoa do meu agrado, meu eterno amor, aquele que esqueci, porém não tiro da alma, quem sabe te esqueça... Também meus amigos, familiares, os anjos que me acompanham aqui e sei, não fui fácil!! Foram heróis!!
Mas aguarde, tenho só 54 anos, daqui a pouco 55, quem sabe quando, quem sabe quando...
No momento, ouvindo Fagner, eu sei que a vida valeu a pena! A felicidade corre sem parar, bela é uma cidade velha...
A cerveja é subzero! hahahaha
E Zeca Baleiro diz: em meu leito clareia...
Também ando devagar Amir, é preciso...
Descobri que a  minha vida é falsa, que a deles anda tranquilamente, a minha que parou. E agora. pra onde vou?

domingo, 10 de maio de 2015

Reflexão do dia das mães: O que estamos dando para nossos filhos comerem?


Hungría quema todos los cultivos de transgénicos de Monsanto

Reflexão para as mães nesse seu dia, para que pesquisem sobre alimentação de seus filhos. O que estamos colocando mas mesas? É obrigação de mãe e cidadã nos aprofundarmos nesse assunto. Não fique de fora, esse alimento está entrando no nosso dia a dia.



Transgênicos causam até três vezes mais câncer em ratos, diz estudo



Vai continuar de fora? Mãe cuida! Então o mínimo que podemos fazer é pesquisar mais sobre o assunto!

Feliz Dia das Mães!

sábado, 9 de maio de 2015

Comissão de Direitos Humanos dessa vez acerta na escolha!



O Coronel Telhada é o mais novo representante da comissão dos direitos humanos e muita gente já está protestando. Bom, em meio a tanta corrupção, tanta roubalheira e tanta violência, tanto no dia a dia como na saúde pública, até que enfim uma boa notícia! O Coronel Telhada sempre se preocupou com o ser humano, muito justo que assuma esse posto. Sim gente, sem hipocrisia, porque bandido não é ser humano, é desumano. Vamos nos ater aos desnutridos da Somália, aos sobreviventes das guerras no Oriente, às mulheres tão massacradas, aos pobres, aos discriminados, ás vítimas de estupro, as vítimas de um sistema falido e tantos etc., etc., todos eles são defendidos por profissionais como nosso Coronel, já os bandidos, esses existem em todos os lugares inclusive na polícia, mas na comissão de direitos humanos não pode se perder tempo generalizando. 
Seja muito bem vindo Coronel! Parabéns!
A Comissão de Direitos Humanos dessa vez acertou na escolha! Ou vocês acham certo que o representante seja um homofóbico, como o Feliciano? Ah! Façam-me o favor...

domingo, 3 de maio de 2015

Dualidade




Reviver..... reescrever, não sabemos o que queremos mas há algo que nos liga, ou sabemos sim... mas a reescrita passa pelo passado que derruba a caneta e amassa a folha... e quantas folhas já foram amassadas nessa tentativa de uma nova vida, o inicio de um rabisco, não esta perfeito, não esta certo, eu tenho medo de errar outra vez, e nisso os autores desse livro não continuam essa história, trágica e cômica até então, iniciada por um "era uma vez" que como em um conto infantil terminaria em um felizes para sempre, mas como um drama de Shakespeare as personagens morrem no final, mas morrem mesmo? Morrem ou erram de vagões? Pegam trens distintos e seguem por caminhos tortuosos e nebulosos, a caneta sem o papel, o papel sem a caneta... e a história não é continuada, não como antes, mas agora por memórias, versões, quase sempre trágicas, seguidas por decisões precipitadas como pular do trem e retomar a estação.. mas de que adianta se ela não existe mais? O tempo e a poeira a apagaram, mas não apagaram um rastro de tinta que ligava a caneta ao papel, e que mesmo em lugares tão distantes tornaram se a encontrar e seguir a história (ou não), não como antes, mas juntaram as versões e colocaram em um registro, que dava sequencia ao livro. E agora? O que vamos fazer? Se a caneta tem medo de borrar o papel com sua tinta negra e por isso o evita, como essa história termina? Ela não termina, pois a história é maior do que o registro escrito, ela é vivida e guardada em uma parte pulsante da existência, que faz o ser humano viver.... e a caneta continuara a escrever no papel, pra sempre, so não sabemos o teor da escrita. E me perdoem os desvios gramaticais, pois a caneta e o papel não raciocinam muito bem quando próximos, eles apenas vivem!
.
.
Diogo Padilha

sábado, 11 de abril de 2015

Nem sei mais que título colocar...

Quantas vezes vejo manifestações aqui no face em favor dos animais, contra o uso em pesquisas, o abandono, a violência contra o trabalho indiscriminado dos cavalos, burros, abate dos jegues, a falta de respeito com os frangos etc...
Noutras, a violência contra os gays, a homofobia descarada que faz vítimas aleatoriamente, simplesmente porque são gays, como se não tivessem direitos, como se não pudessem escolher o que de melhor preferem para suas vidas. Sim, SUAS vidas.
A mulher sendo assassinada dentro de casa, sendo usada como se fosse um simples acessório sexual, um objeto descartável, que quando decide viver e ter vontades, MORRE. Foi ingrata com aquele seu dono, macho que a sustentava, muitas vezes ela ousou ganhar melhor, ser melhor, por isso ele decidiu que: "se não for minha, não será de mais ninguém". MORRA VAGABUNDA! Nossas leis arcaicas o farão preso por alguns míseros anos e depois, pronto para outra, e que não se meta a besta, pois já mostrou do que é capaz!
Eu mesma experimentei por três vezes na vida essa triste condição de ser mulher e graças a Deus venci uma, a primeira perdi, mas, a última ainda estou batalhando, pois sou irmá do Padilha, não desisto dos meus propósitos, ah, isso aprendi com ele!
Ontém vi uma reclamação no face de uma mulher negra que dizia a seguinte frase: "Para que nos libertaram? Se eu continuo sentindo a discriminação na pele, se ainda enfrento essa corja que teima em me olhar de cima?" Ora, minha amiga, sei que não é fácil ser mulher e ainda ser negra, porém, as vitórias, quando a dificuldade é maior, se tornam mais apetitosas. Seus antepassados sofreram na carne, isso que você sofre é ruim sim, é injusto, mas não diga "pra que nos libertaram", eles foram salvos com a lei aurea, pois com certeza estavam morrendo nos troncos dessa vida. Não desanime! Cuspa na cara deles! Procure se defender, seja na voz ou nas instituições, não deixe barato! Dizem que somos minoria, uma minoria discriminada, mulheres, negros, animais, gays...Somos culpados de não termos nascido homens num país de merda que nos dá cotas, nos dá dias e não nos dá o que realmente precisamos, DIREITOS, RESPEITO, CONDIÇÕES DE SERMOS CIDADÃOS. E enquanto somos um nada seguimos na nossa luta, mas, sem esmorecer. Temos que mostrar que somos nossos proprios advogados em nossas proprias causas e que, não necessitamos de medidas assistencialistas, merecemos medidas que nos devolvam a dignidade.
Não sou uma feminista recalcada, sou mulher, mãe e realizada, apesar dos percalsos. Apenas aprendi a falar e como sei que isso incomoda, falo cada vez mais.!
Meu sonho: Que um dia, nós mulheres aprendamos a votar!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Estamos em 2015!

Pois é, estamos em 2015! Eu fico surpreendida em como o tempo passa rápido! Ainda ontem eu dizia que só o futuro nos diria se realmente nos anos 2000 iniciaria a contagem regressiva para o fim do mundo. Isso mesmo! Quem nasceu na década de 60 como eu sabe do que falo. "No ano 2000 o mundo acaba!! Era isso que se ouvia à quatro cantos.
Entramos no novo milênio e nada! Muita violência, muita catástrofe natural, mas do fim do mundo,  nada!
O calendário Maia também falhou! E isso foi mais frustante, pois desde pequena que tenho certa inclinação por esse tema, os Incas e tudo mais...
Bom, estamos em 2015! Chegamos bem! Depois de trancos e barrancos, como diria minha vó, chegamos em 2015. Hoje as coisas estão mais claras: Muita violência, muita bandidagem, porém mais claras. Nada de escravidão! As mulheres já estão no mercado de trabalho... Bom, estão! Como estão, já é outra história! 
Os homens já aceitam a mulher competindo, ganhando dindim... Se bem que, ainda ganham mal pra burro, nada comparado com o salário do sexo masculino!
A discriminação se tornou crime, isso foi muita evolução...Se bem que ela existe ainda, só que mais escondida, afinal, ninguém quer ser processado! Isso mesmo! Processado, pois cadeia não dá mesmo! Aliás, muito crime,  bem mais ediondo, ainda não dá cadeia e, quando dá, é por pouco tempo, por conta de uma tal "progressão de pena"... Só no Brasil mesmo!
Bom, eu andei meio parada com o blog e minhas publicações. Mas, como emitir uma opinião sincera, quando nos sentimos podados, ameaçados, reprimidos e até, coagidos, pela tal "gente do lado de lá"?
Eu passei no ano de 2014 pelo maior constrangimento que uma pessoa pode passar!  Fui desrespeitada no que tenho mais orgulho: o fato de ser mulher!  Nesse final de ano senti como se alguém tivesse cortado minha língua! Mas não esmoreci! Não desisto da justiça! E mesmo sendo brasileira e morando nesse país onde "tudo pode", continuei a procura de uma solução para o meu caso. Para que eu pudesse me sentir gente novamente! Poder trabalhar, respirar, socializar e interagir com meu semelhante, sem me sentir desrespeitada. Sem esse nó na garganta! Pois bem... Entramos em 2015 com grande esperança! 
No finalzinho de 2014 fui coagida, constrangida, ameaçada e continuei firme! Agora em 2015, mais forte, mais orientada, mais esperançosa, mais feliz em ser mulher nesse mundo machista, declaro que: "as mudanças virão, com certeza, eu já me decidi mudar! Ninguém mudará nada, a não ser eu e será uma mudança para melhor, pode apostar!" Aguarde e confie...
2015, aqui vamos nós! 
E sigam-me os corajosos!

terça-feira, 31 de março de 2015

Discutindo Relaçao



Relação a dois pode ser muito gostosa, mas existem regras para que a convivência seja possível. Muitos casamentos não dão certo porque um ou os dois parceiros não procuram se adequar a elas, assumindo a mesma postura de quando eram solteiros.
Vamos discutir o assunto!

Toda semana uma nova pauta. Participe mandando sua duvida ou comentando.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Língua Solta - A Globo mexendo na sua ferida!


    Essa é só uma das muitas frases que estão chamando a atenção na internet. Pessoas chocadas com a cena do beijo lésbico na novela Babilônia e sem saber lidar com seu próprio preconceito. Não  são preconceituosos? O que são então? Infelizes, isso sim! Pessoas que se chocam com a preferência das outras. Que não aceitam outras formas de amor, que não aquela estabelecida por seus próprios padrões machistas. Pessoas que falam aos quatros cantos que tem cabeça aberta, que não são influenciáveis, que não tem preconceito de qualquer espécie, mas basta uma cena dessas para destilarem com toda força suas opiniões retrógradas e ainda jogam a culpa em Deus! "Deus estabeleceu que somente homens e mulheres podem procriar"... Mas quem está falando em procriação? Estamos falando em amor, AMOR! Procriação é procriação, amor é amor! Da mesma forma que os héteros que não podem procriar buscam a adoção, os homossexuais que não podem procriar também! 
     Mas dessa vez, a cena do beijo lésbico chocou muito mais que das outras e irritou muito mais os homens do que as mulheres. Por que? O problema é ver duas mulheres da terceira idade expressando afeto. Se fosse duas mulheres jovens e lindas os homens se excitariam. Preconceito idiota, todos vamos envelhecer e o que envelhece é a capa, o corpo, os sentimentos continuam os mesmos. Não devemos ter vergonha de envelhecer e muito menos de expressar nossos sentimentos! Cambada de machistas! Vão pra PQP! Nessas horas que sinto vontade de mudar do Brasil! Um povo que se acha o melhor do mundo, mas que só sabe levar vantagem e discriminar! E isso é generalizar sim! Eu posso, não posso? Ora, eu sou brasileira!
Deixo aqui minha indignação! Deixem as pessoas amarem quem quiserem e da forma que quiserem! Metam-se com suas vidas! E se a globo está mexendo com o preconceito de vocês, desliguem a TV e vão fazer algo útil!
Eu ouvi o Emílio questionar no Panico da Jovem Pan o significado da palavra HOMOFOBIA. Por que homofobia? Medo de homossexual? Sim Emílio, porém, medo do homossexual que existe dentro delas mesmas se identificar com aquele que elas estão vendo! É por isso que a maioria dos brasileiros é homofóbico!
Ora, vão a merda!

terça-feira, 10 de março de 2015

Língua solta - Mendigos e o amigo da onça!

Caminhada é saúde! Emagreci 4 kg desde o dia 13 de janeiro, quando comecei a ir ao centro a pé para trabalhar. Mas o papo é sério, além das vantagens de uma boa caminhada, existe também o lado informativo. Já citei aqui das casas de produtos agropecuários colocarem animais em gaiolas e parece que finalmente esse hábito está acabando. Só que algo mais grave é motivo de minhas considerações nesta postagem, os mendigos. Uma situação muito triste a dos sem tetos de nossa cidade. Começa aqui mesmo no Jardim Olímpico, na frente da agência do Banco do Brasil, que ainda nem inaugurou. Um mendigo dorme ali acompanhado de seu fiel cãozinho, numa situação degradante para um ser humano.
Recentemente eu vi uma ampla campanha do CRAS de nossa querida Prefeitura Municipal, onde o lema era: Não dê esmola!

 Eu imagino que essa atitude se deva ao fato de que ao não dar uma esmola, o indivíduo se veja obrigado a procurar esse setor, onde será recebido, cuidado, encaminhado e receba novamente sua tão merecida dignidade. Uma dia eu ouvi de uma Assistente Social que o mendigo não quer trabalhar porque recebe tudo de graça nas ruas. Para que trabalhar se tem tudo que precisa de graça, sem esforço? Será que isso procede? Eu fiquei indignada com a afirmação porque acho que,  em sã consciência, ninguém jamais se sujeitaria as intempéries, as humilhações, a sujeira etc., para receber esmolas e não ter que trabalhar. Por isso, antes de fazer essa matéria andei sondando sobre o que é feito efetivamente por esse ser quando procura ajuda do Cras. Ele recebe roupas, comida, banho, cama quentinha, orientações, encaminhamento para um trabalho, etc. Mas, ele recebe ajuda de um profissional relativa aos vícios que adquiriu nas ruas? Ele recebe ajuda para poder suportar as crises de abstinência? Existe alguma clínica onde ele seja encaminhado para tratamento e desintoxicação? A Prefeitura arca com as despesas médicas relativas a sua internação? Quantos mendigos procuraram ajuda e se encontram em tratamento nessa clínica? Qual é o endereço dessa clínica? O que está sendo feito para esclarecer esse indivíduo de que ele tem direito a esse tratamento e que pode contar com o apoio total do município desde a internação, até o encaminhamento para a reintegração na sociedade quando da sua alta? São perguntas pertinentes, uma vez que a campanha diz "não dê esmola", justo esperar que essas respostas existam e sejam satisfatórias. Sim, porque só não dar esmola não resolve o problema, é o mesmo que dizer "deixe morrer de fome". O mendigo não vai querer a cama quentinha, a comida, o trabalho, sem antes obter a cura da sua louca vontade de usar drogas, de beber pinga, de fumar pedra... Ora, ora, estamos falando de doentes, de viciados e não de animais! Onde está a resposta para minhas perguntas, que certamente é a dúvida de todos? 
A campanha de tirar os mendigos da rua é tão somente uma campanha para tirar a sujeira, limpar o que está sujo, tirar o que está feio. Ora, uma campanha para mostrar uma Pouso Alegre florida, sem essas pessoas que enfeiam nossas ruas. Sim, esse é o lema, embelezar a cidade. A campanha não deveria ser "ajudar nosso semelhante", "reintegrar essas pessoas", "inclusão social" e tantos outros termos? A necessidade mais básica desses moradores de rua é o respeito! Eles não estão enfrentando fome e frio, chuvas e humilhações, porque simplesmente não gostam de trabalhar! Eles estão nessa vida porque foram excluídos da sociedade. Eles entram nessa furada que é a dependência química e são abandonados pela família, depois pela sociedade num todo. A culpa é deles,  não estou tirando as respectivas responsabilidades, porém dependência química é doença, alcoolismo é doença e isso é responsabilidade do estado, o mesmo estado que permite o tráfico, que não tem competência para acabar com esse comércio maldito que tomou conta do planeta! 
Daí vem um Prefeito e decide que que a Guarda tem que pegar essas pessoas e dar um esfrega, jogar num carro e largar numa cidade vizinha com o aviso: NÃO VOLTE!  Daí a coisa se torna pública e vem outro Prefeito e decide dar roupa, comida, cama, trabalho... E o vício? "Ora, vício é coisa de sem vergonha! Parem de dar esmolas! Vocês financiam a permanência desse elemento nas ruas!"  Ora, se as esmolas cessarem ou ele morre ou ele foge pra outra cidade, isso sim! Seria bem providencial não é mesmo? 
Eu continuo esperando respostas e se alguém do Cras se dignar a responder posso até mudar de ideia e me desculpar. Mas acho bem improvável! 

.................E essa notícia:ALBERGUE INTERDITADO

.....................Os fatos falam por si só...


Eu estava cursando faculdade de Serviço Social e tive que trancar matrícula,  mas ainda vou realizar esse sonho. Tenho uma questão a resolver, uma utopia talvez, a de ser uma verdadeira Assistente Social. Talvez eu nunca consiga,  porque estamos longe desse avanço na profissão! Hoje o que temos são pessoas se formando para assumirem a posição de "Assistentes Municipais", "Assistentes Privados", "Assistentes do pau oco", Assistentes Sociais no verdadeiro sentido da palavra ainda não conseguimos visualizar no Brasil e talvez, em nenhum lugar do mundo!

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Considerações de fevereiro do Língua Solta



Sobre a nova lei que entrou em vigor para proteção dos animais contra maus tratos: As lojas do Bairro São Geraldo citadas no texto não possuem mais cães e gatos em gaiolas, somente as aves ainda se encontram expostas. Já outras lojas continuam com a prática e já estão sendo denunciadas para a polícia ambiental. Continuem observando e denunciando:
CRMV- Unidade Regional do Sul de Minas Gerais. Delegado Dr. Marden. 35/ 3221-5673. Horário: 8 ao meio dia, 13 até 17 h. E-mail: crmvmg.suldeminas@crmvmg.gov.br

Sobre o desrespeito dos Supermercados do Bairro Arvore Grande: O Leve Mais esta com novo açougueiro, um excelente profissional da época do antigo supermercado do Ernani, o primeiro do bairro, que funcionava no mesmo prédio. Parabéns ao dono que o contratou! Eu estive lá comprando carne moída e tanto o tratamento quanto a carne foram das melhores. Os outros dois Supermercados ainda não constatei mudanças.

Continuo de olho e semana que vem trago mais Língua Solta para vocês.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Lingua Solta - Estão enganando a gente nos supermercados!



Eu estou cansada da falta de respeito por parte dos açougueiros nos supermercados! Não sei se é por orientação da chefia ou se essa atitude besta parte só deles, o fato é que me aborreço cada vez que vou comprar carne moída aqui no bairro Arvore Grande. Não falo de um só, mas dos três aqui do bairro.  Todos adotaram a mesma atitude: de esconder carne moída no cano da máquina de moer.
Outro dia fui num deles e pedi um Kg de músculo moído. O açougueiro me disse que só tinha carne de primeira e eu aceitei: "Pode ser". Estava consciente de que pagaria em torno de 20,00 pela carne. Quando ele foi moer,  a primeira carne que saiu tinha uma cor e o resto outra.  Eu reclamei: "Moço, essa da ponta que já estava na máquina você tira fora". Ele fechou a cara e jogou toda carne em cima da mesa e pegou nova carne, visivelmente irritado. Eu retruquei: "Olha, você me disse que só tinha carne de primeira e eu aceitei, agora quer me empurrar esse resto de carne que acumulou na máquina e ainda não quer que eu reclame? Cara! Vou pagar em torno de 20 paus por restos? ". Ele terminou de me atender de cara feia e eu me senti muito constrangida! Olha, passei por isso nos três e ando pensando em acionar o Procon. 
Prestem atenção gente! Essa carne misturada ficou na máquina sabe-se lá por quanto tempo. Por isso que muitas vezes levo carne moída pra casa e no dia seguinte ela está azulada e fedida!
Uma total falta de respeito com o consumidor! Atenção donos de supermercados, muita atenção nisso!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Língua solta- Nova lei proíbe animais expostos em gaiolas nas lojas


Agora é lei: a exposição de cães e outros animais de estimação em vitrines e gaiolas de pet shops está proibida em todo país, segundo a resolução do Conselho Nacional de Medicina Veterinária.


A decisão, anunciada na semana passada, passa a punir os veterinários e lojas que descumprirem a determinação e poderão responder um processo ético do Conselho Nacional de Medicina.

As novas regras visam cuidar do bem-estar do animal “, levando em conta a liberdade para expressar seu comportamento natural e ausência de fome, sede, desnutrição, doenças, ferimentos, dor ou desconforto, medo e estresse, de acordo com o texto da nova lei.

A medida visa proporcionar uma condições “livres do excesso de barulho, com luminosidade adequada, livre de poluição e protegido contra intempéries ou situações que causem estresse ao animais”.

Depende da gente fazer cumprir a lei.

Outro dia comecei a trabalhar no centro e decidi ir a pé para fazer caminhada. Qual não foi minha surpresa ao passar no Bairro São Geraldo me deparar com alguns Pet shops e ver vários animais em gaiolas (galinhas, pássaros, coelhos, cães, gatos, codornas...). Em especial vi um filhotinho de fila amuado, triste, numa minúscula gaiola. Eu fiquei chateada pois estava um calor infernal e o coitado espremido na porta perto do sol. Dois dias depois ele não estava mais o que me deixou aliviada, achando que alguém o tinha comprado. Nada! Mais dois dias e lá estava ele novamente. Ficou claro que saiu por motivos de saúde. Um mês se passou e ele continuava lá. Enquanto isso eu me informei aqui e ali, mandei mensagem para a polícia ambiental e quando já estava cansada e triste pois não tinha dinheiro para comprá-lo e aliviar seu mal estar, ele sumiu de lá e a gaiola também. Foi então que vi a nova lei. Alguem tomou providencias ou o comprou, sei lá. Prefiro acreditar nisso do que no pior. 

Agora divulgo essa lei para que todos que encontrem por aí animais em gaiolas denunciem. Ajudem nossos amiguinhos!


MAUS TRATOS AOS ANIMAIS - qualquer cidadão pode fazer a denuncia: CRMV- Unidade Regional do Sul de Minas Gerais. Delegado Dr. Marden. 35/ 3221-5673. Horário: 8 ao meio dia, 13 até 17 h. E-mail: crmvmg.suldeminas@crmvmg.gov.br

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Lingua Solta - a partir de fevereiro

Sempre um "testículo" sobre coisas que incomodam. Quer participar? Mande sua dica, opinião ou simplesmente faça seu comentário.
Estréia em fevereiro...

EPTV SUL DE MINAS